Esta ai um tema muito complexo e contraditório que é a globalização!

Procurei no Google algumas definições do que seja a globalização e encontrei milhares,vou colocar duas analises aqui:

1-Chama-se globalização, ou mundialização, o crescimento da interdependência de todos os povos e países da superfície terrestre. Alguns falam em “aldeia global”, pois parece que o planeta está ficando menor e todos se conhecem(assistem a programas semelhantes na TV, ficam sabendo no mesmo dia o que ocorre no mundo inteiro).

2-Globalização é o conjunto de transformações na ordem política e econômica mundial que vem acontecendo nas últimas décadas. O ponto central da mudança é a integração dos mercados numa “aldeia-global”, explorada pelas grandes corporações internacionais. Os Estados abandonam gradativamente as barreiras tarifárias para proteger sua produção da concorrência dos produtos estrangeiros e abrem-se ao comércio e ao capital internacional. Esse processo tem sido acompanhado de uma intensa revolução nas tecnologias de informação – telefones, computadores e televisão.

Vale ressaltar que a globalização não é fato que surgiu a décadas atrás, ela surgiu desde as grandes navegações europeias para outros continentes com objetivo inicial de buscar novas alternativas de exploração economica e de aumento de território e consequentemente poder. Neste momento já presenciamos uma ação que ainda esta presente na atualidade, que é a obtenção da mais valia e o poder economico das “grandes potências” mundiais. O tempo foi passando e cada vez mais os modos de produção absorveram esses conceitos e formas de dominação global. O principal fator para a sua expansão e “compressão do espaço-tempo” foi o desenvolvimento das tecnologias informacionais, os fluxos financeiros e comerciais e a rapidez no transporte das mercadorias.

É nessa velocidade do transporte de mercadorias que vou refletir e falar um pouco. Se vc der um olhada lá em cima novamente vai ver na primeira analise sobre globalização ele diz que: A globalização é o processo de interdependencia de todos os povos e países da superficie terrestre…
-Mas como se realiza essa interdependência?
-Será que todos possuem formas e meios para essa interligação??
– Com certeza não!!
Em uma sociedade que possui o seu sistema econômico baseado na exclusão e na modernidade a globalização faz ainda mais com que alguns poucos se interliguem e que esses donos dos meios de locomoção tenham toda a sociedade global em suas mãos. Dentro deste principio pode ser feita um analise sobre a mobilidade na cidade.
Hoje temos a ilusão de que a nossa felicade esta distante de nós e que devemos sempre ir para o distante para sermos felizes, mas como iremos pra tão longe??
-De carro, sem sombra de duvidas!!
Essa fuga que nos realizamos para sermos felizes é tudo que o conceito de global que instituir em nosso pensamento. Hoje não valorizamos o local e o mundial cada vez mais pertence a nosso cotiano e o ser humano é tratado com mercdoria dentro de um contexto global. Dai perdemos todos os sentimentos de solidariedade, de coletividade e de igualdade social que posuimos de uma forma institiva e que com o tempo somos forçados a pensar de uma forma egoista de individual.Isso mostra que o mundo nunca vai ser de todos e que a globalização é um instrumento ideológico a mais dessa economia cruel.
O automovel hoje é simbolo do global, temos carros hoje que são iguais em todo o mundo seja em Aracju ou na Mauritânia, isso traz uma conformidade de que somos globais e a modernidade esta ao nosso alcance e que sozinho nesse carro eu sou feliz e um cidadão do mundo. Já na bicicleta, apesar de ser um meio de transporte, tipicamente individual, traz valores fantásticos sobre solidariedade e coletividade já que a proximidade com as pessoas e a felicidade esta presente e em giro que vc realiza no pedal te mostrando que a sua cidade ou o seu meio de convivência é muito mais bonito e amigavel do que vc imagina.

A revolução ainda virá e vai ser de bicicleta!!!

Cicloabraços a todos!!

José Waldson Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *