Bike Blitz - Ciclo UrbanoQuem passa diariamente pela Avenida Heráclito Rollemberg, zona sul, conhece o caos na região. Os engarrafamentos tiram a paciência de motoristas, pedestres e ciclistas, que mesmo contando com  uma ciclovia cortando os dois sentidos da pista, torna-se difícil escapar dos problemas no trânsito. “As ciclovias começam bem, mais terminam de um jeito muito ruim, quando você chega ao final da avenida todo cuidado é pouco, porque pode ser atropelado.” diz o autônomo Antonio Sergio, que utiliza a bicicleta como meio de transporte.

No Brasil cerca de 12 cidades podem ser consideradas aptas para os ciclistas, de acordo com dados da ONG Mobilize Brasil e divulgados pela revista “INFO” em abril deste ano, os números  avaliaram a quilometragem da malha cicloviaria  em algumas capitais e centros urbanos:  Rio de Janeiro (300   km)  Brasília ( 160 km) Curitiba (127 km)  Campo Grande ( 79 km) São Paulo ( 69.8 km) Fortaleza ( 70 km) Recife (28.5 km) Florianópolis ( 37 km) Belo Horizonte (36 km)  Porto de Salvador  (19 km) Cuiabá  (15 Km )  Porto Alegre (12 km). Ainda segundo o site, os números apresentados são insuficientes em comparação com outras cidades, a exemplo de Berlim e Amsterdam, com cerca de 1200 km de vias exclusivas.

Embora não tenha sido citada, Aracaju possui cerca de 70 km de ciclovias, que interligam vários bairros além da região metropolitana, em alguns locais a exemplo da Treze de Julho, a popularização das bicicletas é mais visível. “A nossa cidade hoje tem centenas de ciclistas pedalando diariamente, mas as ruas carecem de infraestrutura  cicloviária  que garanta a segurança das pessoas”, destaca Luciano Aranha da ONG Ciclo Urbano.

Durante a  I Bike Blitz realizada no ultimo dia 31 de maio no bairro São Conrado, que contou com o apoio da Ecociiclo Bike, muitos ciclistas e curiosos pararam para aderir a conscientização para uma melhor mobilidade urbana. Algumas bicicletas com anos de uso estavam precisando de uma boa revisão, outras precisavam apenas de ajustes e uma calibrada nos pneus. “Passo por aqui todos os dias, fiquei feliz, minha bicicleta precisava mesmo de uma atenção” comentou um ciclista.

Quem passava pelo local  ganhava plaquinhas, adesivos, água, folhetos com orientações de segurança no transito e participavam de uma pesquisa que tem por objetivo avaliar e traçar um perfil do ciclista em Aracaju. A próxima edição da Bike Blitz esta prevista para acontecer no final de julho.

  • Assista ao vídeo da ação, com trilha sonora de The Baggios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *