A ONG Associação Ciclo Urbano divulgou o relatório final do Desafio Intermodal 2012 (DIM 2012) e a bicicleta ficou com as três primeiras posições no ranking. O objetivo do Desafio é calcular o tempo gasto em diversos modais ao longo de um percurso na cidade. Além de observar o tempo gasto em cada um dos deslocamentos, o Desafio Intermodal também visa contextualizá-los em relação a critérios, como emissão de poluentes, tempo social gasto, pegada ecológica.

“A bicicleta sai na frente sempre, por ocupar menos espaço, não ter custo, não gerar poluição ambiental e sonora. Ela só tem benefícios, para o bolso, a saúde, o meio ambiente, a sociedade como um todo”, disse Luciano Aranha, presidente da ONG Associação Ciclo Urbano, que realizou o desafio.

O ciclista por vias rápidas, ciclista por vias calmas e ciclista por via calmas (feminino) ficaram com as três primeiras posições, respectivamente. Em quarto, ficou o pedestre correndo; em quinto, a moto; em sexto, o pedestre; em sétimo, o ônibus+bicicleta dobrável; o carro e o ônibus dividem a última posição.

Considerando apenas o tempo gasto, o ciclista por vias rápidas chegou em primeiro lugar, com 16 minutos e 25 segundos. Em segundo lugar, chegou a moto, com o tempo de 21min47seg; em terceiro, o ciclista por vias calmas masculino, 23min; em quarto, o pedestre correndo, 28min43seg; em quinto, ciclista por vias calmas feminino, com o tempo de 32min48seg; em sexto lugar, chegou o ciclista que mesclou o percurso com o ônibus, com o tempo de 42min52seg; em sétimo lugar, chegou o carro, com 43min48seg; em oitavo, o ônibus, com 43min48seg; e, em nono, o pedestre caminhando, com o tempo de 54min42seg.

“O Desafio Intermodal serve como um instrumento de análise, tanto para o Poder Público, como a população aracajuana, para alcançar a mobilidade urbana sustentável e uma melhor compreensão dos deslocamentos cotidianos na cidade. Esperamos que essa reflexão deixe claro que o incentivo ao uso de meios de transportes alternativos ao carro particular nas cidades é uma necessidade urgente e necessária para sobrevivência e sustentabilidade do Município de Aracaju”, disse Aranha.

V Desafio Intermodal Aracajuano – DIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *