Satisfação. Este foi o sentimento dos quase quarenta participantes da Oficina Mão na Roda. Promovida pela ONG Associação Ciclo Urbano, a oficina buscou dar autonomia aos ciclistas. “Muita gente que pedala, tanto em curtas como em longas distâncias, se vê em situações adversas, seja com um furo no pneu, uma corrente solta, um freio desajustado. A oficina veio justamente para ajudá-lo nestas situações”, disse Luciano Aranha, presidente da ONG.

A oficina foi ministrada pelo ciclista Felippe Cesar e pelo mecânico Rewris Bike. Felippe costuma viajar longas distâncias e sozinho. Já pedalou pelo Nordeste, Norte e até a Venezuela. Rewris trouxe todo seu conhecimento técnico e sua experiência de sete anos trabalhando com bicicletas.

Para a recém-chegada ao mundo das duas rodas, Paula Jasmim procurou a oficina para fazer contatos. “Vim conhecer outras pessoas que já pedalam por ainda não me sinto segura de encarar o trânsito e foi muito válido. Achei que era só pegar a bike e sair. Agora sei que existem regras e cuidados”, disse Paula. Já o ciclista Mateus Rodrigues, procurou conhecimento. “Vim buscar informações e gostei muito da experiência. Agora, é só colocar em prática”, disse.

O sucesso da Oficina Mão na Roda reflete a realidade da capital sergipana. “A cada dia, mais e mais pessoas estão optando pela bicicleta e não é só como atividade física. É como transporte, e uma excelente opção de transporte. Na verdade, a bicicleta passa a ser uma opção de vida saudável”, finalizou Aranha.

Confira a matéria exibida no Bom Dia Sergipe: “Oficina Mão na Roda ensinou sergipanos a consertarem sozinhos suas bicicletas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *