A ONG Ciclo Urbano foi convidada pelo Grupo de Apoio às Comunidades (GAC) / Itabaiana-SE para participar da Feira de Boas Práticas para Desenvolvimento Local. O evento ocorreu na Quadra Wlisses Maynard, situada no Centro de Laranjeiras, no domingo, 14 de dezembro de 2014.

A feira, organizada pelos agentes comunitários, foi oferecida pelo programa ReDes nacional, como uma ação do projeto do Instituto Votorantim e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), tendo o apoio regional da Votorantim Cimentos Unidade Laranjeiras. Houve a participação dos Grupos de Participação Comunitária do Programa ReDes em Sergipe: Grupo de Apoio às Comunidades de Itabaiana, Conselho Municipal de Desenvolvimento do Programa ReDes, de Laranjeiras, e Comitê de Desenvolvimento Comunitário e Inclusão Social, de Nossa Senhora do Socorro.

Pela manhã, ocorreram apresentações culturais de capoeira com o grupo Justiceiros de Luanda e grupo de dança quilombola; exposição dos trabalhos que são realizados pelas organizações integrantes dos grupos e convidados, além de uma mesa redonda, na qual foram partilhadas experiências vividas por membros de comunidades. Estavam presentes Paulo Leite, secretário de Planejamento de Laranjeiras; Manoel Messias, integrante do Grupo de Participação Comunitária do Município de Nossa Senhora do Socorro; Elisabeth Raimundo, representante do Município de Divina Pastora; Luís Fernando Iozzi, (Piracicaba-SP); e Regina Erismann, que fez o papel de moderadora.

No período da tarde foi realizada uma oficina, na qual cada cidade representou um grupo. Eles receberam a proposta de criar uma ação que causasse grande impacto no Município. O grupo da cidade de Itabaiana apresentou como tema ‘Melhoria das vias públicas’, destacando o acréscimo de ciclovias ou ciclofaixas arborizadas, contendo lixeiras de coletas seletivas, o que favorece a reciclagem do lixo. “Sonhamos com uma cidade desenvolvida, onde houvesse mais qualidade de vida e o meio ambiente fosse preservado. Alguém aí já sonhou algo assim? Talvez seja a hora de unirmos os nossos sonhos e buscarmos realizá-los!”, argumentou o grupo.

CIDADE MELHOR

Já o grupo Itabaiana EcoCicloVerde focou-se na luta por uma cidade melhor, sem poluição, sem congestionamentos, ciclovias e/ou ciclofaixas arborizadas e coleta seletiva para reciclagem do lixo. Entre os seus membros estavam Djalma Santos, membro da ONG Ciclo Urbano, Mateus Matos do Itabaiana Mais Verde, Susi Alves e Tatiana Alves, do GAC.

Na ocasião, o membro da Ciclo Urbano Djalma Santos, que é natural do município, relatou que Itabaiana já contém ciclofaixas, mas somente estão localizadas em um único bairro chamado Chiara Lubich, que é novo no município. De acordo com ele, o espaço já necessita de reformas, pois a sua pintura se encontra apagada em alguns trechos, não apresenta placas de sinalização. Outro problema do local é a falta de respeito dos motoristas pela faixa, que é de uso dos ciclistas.