A premiação está ocorrendo na cidade do Rio de Janeiro entre os dias 27 e 29 de abril, através da realização do IV Workshop promovido pela Transporte Ativo. No Ano de 2015 a ONG Ciclo Urbano recebeu o prêmio na Categoria: Ação educativa e de Sensibilização com o projeto Bike Blitz e também na Categoria: Levantamento de dados e pesquisas através do projeto Contagens de Bicicletas.  Neste ano, 2016, o destaque vai para o projeto “PESQUISA ORIGEM E DESTINO DAS VIAGENS DE BICICLETA NO MUNICÍPIO DE ARACAJU”.

“A Pesquisa Origem e Destino das viagens de bicicleta no município de Aracaju, realizada entre os anos de 2014 e 2015, é o primeiro estudo do gênero com abrangência absoluta dos bairros de uma capital brasileira, ” afirma Luciano Aranha, presidente da Ciclo Urbano.

Voluntários e associados da Ciclo Urbano percorreram os 39 bairros do município de Aracaju, onde a aplicação dos questionários foi proporcional à população de cada um, segundo o censo 2010 do IBGE. O número total de questionários aplicados foi de 1001 ciclistas. Além das informações do ponto de origem e do ponto de destino, alguns itens foram levantados, como gênero do ciclista, idade, renda familiar, setor da atividade que exerce profissionalmente, tipo de bicicleta, motivo da viagem, forma de estacionamento, dentre outros.

“Representar a ONG Ciclo Urbano é algo desafiador e ao mesmo tempo gratificante” , destaca Manuelle Saturnino, associada e voluntária há mais de um ano. Para Sayuri Dantas que está há mais tempo atuando na organização, acrescenta “Fico muito feliz por acompanhar o crescimento da Ciclo Urbano e saber que nossa luta tem sido reconhecida pelo Brasil afora, isso nos dá mais força para continuarmos a promover a utilização dos meios de transporte a propulsão humana em nossa cidade”.

5775bf1b-5dc2-4a57-8360-767b37495dc8

“A pesquisa pretende servir de base para transformações positivas no sistema cicloviário do município de Aracaju, visando priorizar investimentos em rotas com maior fluxo de ciclistas urbanos. Parabenizo nossos associados/voluntários pela determinação em levantar essas informações, sinto-me muito agradecido e orgulhoso”. Finaliza Luciano Aranha.