15abr/19

Ciclo Urbano condena condições de 60% da malha cicloviária de Aracaju

Apenas 40% da malha cicloviária de Aracaju tem condições consideradas ideais de uso. Essa conclusão é da ONG Ciclo Urbano que, ao conversar com nossa reportagem, mostrou a situação da avenida Augusto Franco – onde a ciclofaixa apresenta inúmeros buracos e estruturas deterioradas. Ciclistas endossam as críticas e admitem que não é seguro andar de bicicleta na capital sergipana. A falta de recursos, segundo o superintendente da SMTT, Renato Telles, compromete a manutenção.

Via Infonet

19mar/19

Pedal Cultural Acessível homenageia os 164 anos de Aracaju

O aniversário de 164 anos da capital sergipana, no dia 17 de março, foi comemorado por diversos participantes pedalando pela capital. O evento promovido pela ONG Ciclo Urbano em parceria com o Instituto Iluminar, Vereador Lucas Aribé, BikeBeach e CicloNutri Bike shop percorreu por diversos pontos históricos de Aracaju.

Waldson Costa, membro da Ciclo Urbano, geógrafo, especialista e mestre em desenvolvimento e meio ambiente conduziu as 2 horas de passeio. Segundo Waldson, participaram cerca de 70 pessoas, entre mulheres, homens, crianças, jovens, idosos e pessoa com deficiência.  Foram disponibilizados quadriciclos e triciclos para quem não tinha bicicleta ou possuíam algum tipo de mobilidade reduzida. “Este ano abordamos as calçadas durante nossas paradas. Um dos objetivos do Pedal Cultural Acessível é de criar um olhar crítico para a vida das cidades e a calçada é parte importante do processo de integração entre o aracajuano e o município. Trazer um novo olhar para as calçadas apresenta uma nova perspectiva sobre a nossa relação com o ambiente urbano, a sua arquitetura e suas contradições”, destaca Waldson.

Para Enivânia Carvalho, 45 anos, membro do Aracaju Pedal Livre, comentou que foi a primeira vez que participou do pedal e achou maravilhosa a iniciativa. “Percorremos por vários pontos no dia a dia, mas muitos deles não sabemos suas histórias, adorei”, finaliza.

O PASSEIO

O Pedal Cultural Acessível que chegou em sua nona edição tem como objetivo proporcionar aos participantes um resgate do processo de evolução urbana, apresentar os avanços sociais e econômicos que justificaram a expansão urbana e as suas formas de planejamento para que possam compreender o resultado do planejamento urbano nos dias atuais, assim como  expor suas contradições, belezas e personagens do município de Aracaju.

O passeio saiu do Mirante da 13 de Julho e fez diversas paradas: Calçadão da Praia Formosa, na Praça do Mini-Golf, no Colégio Atheneu Sergipense, Praça Camerino, Edifício Estado de Sergipe e vários outros pontos e construções que foram importantes para a história política e administrativa da cidade.

Foto: Thiago Massas

Publicamos todas as fotos em nosso facebook e instagram. Confiram!