Pedal Cultural - Ciclo Urbano

Resgate histórico e cenário atual da capital são temas do pedal de aniversário

Uma bike, água para hidratar e curiosidade. Bastou isso para cada participante do Pedal Cultural realizado pelo ONG Ciclo Urbano no dia do aniversário de 159 anos de Aracaju. Sob a orientação do cicloativista, pesquisador e professor, Waldson Costa, mais de 80 pessoas fizeram um tour em forma de passeio ciclístico pelos principais pontos históricos do Centro da capital sergipana, para trazer a memória os tempos primórdios da cidade até seu desenvolvimento para a atualidade.

O pedal iniciou no Mirante da 13 de Julho, passou pela Praça do Largo dos Rádios Amadores (Praça da Mini- Golf),  Colégio Estadual Atheneu Sergipense, Praça Camerino, Câmara de Vereadores e Catedral Metropolitana, Edifício Maria Feliciana, Mercado Municipal Governador Albano Franco, e ainda seguiu para um belo por do sol na Colina da Igreja do Santo Antônio.

Ao final, os ciclistas se concentraram para a fotografia oficial do passeio. Rosana Adrião relata emocionada “Foi um passeio significativo, a cara da transformação social, política e cultural que a bicicleta empreende. A ONG Ciclo Urbano intervém de forma prática no estímulo para o uso da bicicleta como alternativa de modalidade.”

Para Waldson Costa – “Todos tiveram tempo de respirar a cidade, pois a velocidade da bicicleta e a possibilidade de interação que o participante tem, oferece um novo olhar para a arquitetura urbana e para as desigualdades e potencialidades de Cidade de Aracaju. O passeio atendeu as expectativas pois todos que foram saíram com uma informação a mais da cidade onde mora e com certeza terá um olhar mais crítico da cidade.”

As belezas da terra do caju foram cenário das imaginações de pais, filhos, casais e amigos sobre a vila de 1855, que se iniciou no povoado Santo Antônio de Sergipe Del Rey. E o tour ainda contou com uma bike sonorizada com uma caprichada trilha da música sergipana e sorteios divertidos. Sem dúvida, todos cantaram o encanto do artista Ismar Barreto: “Te amo Aracaju, resolvi te viver.”

 

Viver Aracaju – Ismar Barreto

Tão longe de você, vontade de morrer

Um poço de sofrer, rezando pra te ver

Querendo só saber, quando afinal vou te ver

Comer muito siri, andar de pé no chão

Descer a Laranjeiras, entrar no calçadão

Ir para Pirambú, beber lá no Dedé

Pegar uns aratus, tirar bicho de pé

Voltar para Aracaju, tomar uma muricy então

A noite eu vou lá no Fans, tomar chopp com Pascoal

E papo vai, papo vem, fofocar não faz mal

Depois a gente sai, sem ter a onde ir

Mas não tem essa não, o mundo é mesmo assim

Tem luar e sol, fá e si bemol no violãO

E quando o dia raiar, e vir a vida a nascer

Te amo Aracaju, resolvi te viver

Te viver Aracaju

E quando o dia raiar, e vir a vida a nascer

Te amo Aracaju, resolvi te viver

Aaaaaracacaju, te viver

 

Veja a nossa galeria de fotos e o vídeo do Pedal Cultural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *