O Tratamento dos espaços coletivos são tratados de diferentes formas a depender da cultura do lugar, cultura esta que gira em torno do capital e do homem. É nítida a diferença do tratamento dos países das Américas, que tem o EUA como maior influenciador e é tido como modelo de urbanização, para os países da Europa (em sua grande maioria). No Brasil não é diferente e o símbolo da modernidade está na construção de pontes, viadutos, vias expressas, shoppings, grandes estacionamentos, cada vez mais espaços para o automóvel, e por incrível que pareça para alguns é simbolo de que a sociedade esta bem financeiramente, a economia aquecida. será?

O vídeo acima mostra de forma impressionante o tratamento dos espaços públicos em Melbourne Austrália, pode ser considerado como um modelo de urbanismo, onde o Homem (pessoa) é valorizado em todos os sentidos e tido como prioridade de planejamento sobrepondo o automóvel.

Ao contrário dos países europeus, nos países das Américas existe uma inversão desses valores, e o capital é o objeto principal de planejamento, e acompanhado da ausência de politicas públicas coletivas a cidades vão se moldando em função do automóvel ( pode ser considerado como o capital) que beneficia uma parcela da sociedade, segundo dados da ONG Rua Viva somente 16 % da população.

Leia mais sobre espaços públicos no blog da Carolzinha.
Vejam mais vídeos sobre Cidades e Bicicletas no streetfilms.

One thought on “Políticas Coletivas _ VS. _ Capital

  1. Uma cena que acho interessante é lá no centro de aracaju, próximo aos calçadão. O trânsito dos carros fica tão lento que os pedestres começam a atravessar enquanto o sinal tá aberto pros carros. A massa crítica acaba em vários momentos tomando a faixa de pedestre que estaria sob o controle dos carros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *