Para comemorar o Dia Mundial Sem Carro (22/09), a ONG Associação Ciclo Urbano realizou o Vaga Viva. Vagas que seriam usadas para o estacionamento de veículos foram ocupadas por pessoas. Elas ganharam grama, mesas, bancos, conversas, risadas.

“Este é mais um item que mostra que é preciso repensar a ocupação do espaço público. Passamos uma tarde que no Calçadão da 13 de Julho, pessoas chegaram e saíram, conversamos, rimos. Muitos destes carros parados já estavam aqui quando chegamos. Estamos indo embora e eles continuam aqui”, disse Luciano Aranha, presidente da ONG Associação Ciclo Urbano. “A cidade tem que ser das pessoas”, acrescentou.

O Vaga Viva – ou PARK(ing) Day , em inglês – surgiu há quatro anos em São Francisco, nos Estados Unidos, como um projeto de um grupo de artistas da metrópole californiana. O objetivo era mostrar à sociedade como os carros nos grandes centros urbanos tendem a ocupar uma área cada vez maior, em detrimento dos espaços de lazer necessários ao convívio social.

Quem participou captou rápido a ideia. “Sempre venho ao calçadão, mas nunca tinha realmente desfrutado dele como hoje. Foi uma tarde maravilhosa e muitas pessoas poderiam aproveitar do mesmo jeito se realmente houvesse espaço”, disse a funcionária pública, Rosana Adrião. “Hoje, esta vaga ganhou vida”, disse a professora Sheila Alexandre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *